Alterar idioma  
ABM - Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração

Projeto de construção de nova ponte sobre Rio Tietê tem Usiminas como responsável

Para realizar obra, serão necessárias 2 mil toneladas de aço.

A Usiminas Mecânica é a empresa responsável pela obra de construção da Ponte do Rio Tietê no Estado de São Paulo. O empreendimento de 30 metros de altura terá engenharia de detalhamento, fabricação e montagem da Usiminas Mecânica e aço Usiminas.

A ponte sobre o Rio Tietê, no município de Anhembi, é um importante acesso a cidade de Piracicaba e interior de SP. Sua construção é projetada ao lado da ponte atual que será demolida somente após finalização da obra, evitando interditar a via. A nova estrutura, toda em aço SAC350, permitirá ampliar o limite de carga rodoviária em torno de 15%.

A novidade é que a melhoria acontece também no transporte naval, isto porque a ponte não terá pilares dentro da água, o que possibilitará que as embarcações cruzem o vão de navegação sem a necessidade de desmembramento, reduzindo o tempo de passagem e ampliando a capacidade de tráfego pelo canal. Uma economia de tempo estimada em 90 minutos nos comboios navais.

O gerente de Projetos, Savio Diláscio, afirma que a Ponte sobre o Rio Tietê é um grande empreendimento e que a conquista do projeto levou em consideração, capacidade técnica, qualidade do produto, prazo e preço. “Conquistar este projeto foi muito importante para a Usiminas Mecânica e reafirma a confiança do mercado em nossa empresa. Temos grande experiência em pontes, sempre garantindo a qualidade, técnica e segurança”, afirma Sávio.

Os trabalhos de construção da ponte foram iniciados em 2018, com previsão de término em agosto de 2019. A obra conta com uma equipe de 115 empregados da Usiminas Mecânica e está na fase de montagem do tabuleiro, que deverá ser posicionado até o fim deste mês de janeiro.

Para construção da ponte serão necessárias duas mil toneladas de aço. A estrutura sobre o Rio Tiete terá 172 metros de comprimento e 18 m de largura, com altura dos arcos de 30 m, o equivalente a um prédio de dez andares. A construção do tabuleiro será feita em solo e depois de pronta será empurrada para dentro do rio com macacos hidráulicos, após este procedimento, serão montados os arcos para rebaixamento final.

 

Fonte de informação : Assessoria de Imprensa da Usiminas

Deixe seu comentário

Assine a newsletter

e fique por dentro de tudo sobre Metalurgia, Materiais e Mineração.