ABM - Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração

Estamos em home office. O suporte pelo tel (11) 5534-4333 estará indisponível nesse período.

Usiminas retomará operação do Alto-Forno2 de Ipatinga

O alto-forno tem capacidade de produzir cerca de 2 mil toneladas diárias de ferro gusa e estava paralisado desde o mês de abril, em razão da pandemia.

A Usiminas anunciou a retomada das operações do Alto-Forno 2 da usina de Ipatinga (MG). A decisão foi aprovada pelo conselho de administração da companhia e a previsão é de um investimento de R$ 67 milhões, destinados à manutenção do equipamento. A expectativa é que o forno volte a produzir em junho de 2021.

O Alto-Forno 2 tem capacidade de produzir cerca de 2 mil toneladas diárias de ferro gusa e estava paralisado desde o mês de abril, em razão da pandemia. Com a volta do forno, último equipamento ainda não retomado, a Usina voltará operar a plena carga na produção de ferro gusa.

Segundo Sergio Leite, presidente da Usiminas, a decisão leva em conta a retomada econômica do país. “A medida é mais uma ação da companhia visando o melhor atendimento aos nossos clientes locais. Nos últimos meses, temos realizado quase a totalidade das nossas vendas no mercado nacional e trabalhado de forma a contribuir para o avanço da indústria e pela volta do crescimento do Brasil”.

Em agosto, a Usiminas já havia retomado a operação do alto-forno 1 da mesma usina, também paralisado temporariamente em razão da crise de demanda causada pela pandemia da Covid-19. Na ocasião, a companhia recebeu o Presidente da República, Jair Bolsonaro, e o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, para uma cerimônia marcando, simbolicamente, a retomada do crescimento econômico do Brasil após o período mais agudo da pandemia.

Sede admistrativa vira hospital

O conselho de administração da empresa também aprovou a venda do edifício-sede da companhia, em Belo Horizonte (MG), para a Fundação São Francisco Xavier (FSFX). Instituída pela Usiminas em 1969, a FSFX é o braço social de atuação da empresa na área de saúde e educação e tem atualmente cinco hospitais sob sua gestão: os hospitais Márcio Cunha I e II de Ipatinga; o Hospital de Cubatão, na Baixada Santista; o Hospital Carlos Chagas, de Itabira e o Hospital Vital Brazil, de Timóteo. Todos são referência em várias especialidades nas suas regiões de atuação e têm mais de 70% dos seus atendimentos dedicados à pacientes do SUS.

Além de diversas certificações e premiações, inclusive em nível internacional, que atestam a excelência dos serviços oferecidos na área de Saúde pela FSFX, três de seus hospitais foram os únicos do país destacados pela International Hospital Federation (IHF) pela atuação no enfrentamento à pandemia da Covid-19. Receberam a certificação “Beyond Call of Duty for Covid-19” (Além do Dever para a Covid-19), na última quarta-feira (16/12), as unidades hospitalares de Ipatinga, Itabira e Cubatão.

O imóvel negociado será utilizado pela FSFX para ampliação de sua rede hospitalar, fortalecendo sua atuação no Estado de Minas Gerais e no país. 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Usiminas

Leia também:

Usiminas registra aumento de produção e vendas de aço nos últimos 45 dias

Soluções Usiminas é destaque em premiação da Toyota

Deixe seu comentário

Assine a newsletter

e fique por dentro de tudo sobre Metalurgia, Materiais e Mineração.

Publicações