ABM - Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração

Instituto Aço Brasil crítica decisão de Trump sobre taxação do aço brasileiro

Para entidade, atitude do governo americano é uma retaliação ao pais. 

Após o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciar no Twitter que vai retomar a taxação do aço e do alumínio produzidos no Brasil e na Argetina, o Instittuto Aço Brasil divulgou uma nota criticando a decisão. Segundo Trump, os dois países têm forçado uma desvalorização das suas moedas frente ao dólar para impulsionar exportações. Veja abaixo a nota divulgada pela entidade. 

"O Instituto Aço Brasil recebe com perplexidade a decisão anunciada hoje (02) pelo presidente dos EUA, Donald Trump, de restaurar as tarifas de importação de aço e alumínio provenientes do Brasil e da Argentina, sob o argumento de que estes países têm liderado uma desvalorização maciça de suas moedas, e que isso não é bom para os agricultores dos EUA.

O Instituto Aço Brasil reforça que o câmbio no País é livre, não havendo por parte do governo qualquer iniciativa no sentido de desvalorizar artificialmente o Real e a decisão de taxar o aço brasileiro como forma de “compensar” o agricultor americano é uma retaliação ao Brasil, que não condiz com as relações de parceria entre os dois países. Por último, tal decisão acaba por prejudicar a própria indústria produtora de aço americana, que necessita dos semiacabados exportados pelo Brasil para poder operar as suas usinas."

Fonte: Assessoria de Imprensa do Instituto Aço Brasil
 

Deixe seu comentário

Assine a newsletter

e fique por dentro de tudo sobre Metalurgia, Materiais e Mineração.

Publicações