Brazilian Metallurgy, Materials and Mining Association

Fórum reúne líderes da indústria minerometalúrgica e de materiais

Evento debaterá a competitividade da indústria e faz parte da programação da ABM WEEK 2019.

O que faz a indústria brasileira perder competitividade perante outros países? O que é preciso ser feito para corrigir essa situação? Em busca por respostas a essas questões, líderes de grandes empresas do setor minerometalúrgico e de materiais irão se reunir no Fórum ‘Inovação, capital humano e competitividade – visão dos executivos’, uma das principais atrações da ABM WEEK 2019. A semana técnico-científica promovida pela ABM – Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração acontece de 1 a 3 de outubro, no Pro Magno Centro de Eventos, em São Paulo.

 “A ideia é aproveitar a experiência desses líderes que terão a oportunidade de expressar seus pontos de vista e trazer recomendações para a indústria nacional e para o país”, diz o consultor Carlos Alberto Nolasco, coordenador e moderador dos debates. 

Programado para acontecer no dia 1 de outubro, das 16h30 às 18h30, o fórum contará com a participação de Eduardo Salles Bartolomeo, presidente da Vale, Sérgio Leite de Andrade, diretor-presidente da Usiminas, Tadeu Nardocci, vice-presidente sênior e líder global de manufatura da Novelis, e Pedro Machado Afonso, diretor de tecnologia de operações e site strategy da Mercedes Benz.

Ao público da ABM WEEK, os quatro profissionais revelarão o que vem sendo feito para a aumentar a produtividade em suas empresas. “Eles também abordarão os entraves à competitividade sistêmica, aquela que depende de agentes externos, como o governo federal e órgãos reguladores. Nesse grupo enquadram-se problemas conhecidos dos industriais, como a infraestrutura ineficiente, além de questões cambiais e tributárias”, explica Nolasco.

A baixa competitividade é uma das causas do atraso do desenvolvimento do país e um dos fatores que explicam a limitada inserção da indústria brasileira nas correntes de comércio global. “Produtividade estagnada há mais de 20 anos, baixos investimentos em inovação, inadequação da qualidade dos recursos humanos e o atraso na adoção da transformação digital pintam um quadro difícil para o futuro do país”, lamenta o coordenador do fórum. 
Na visão do consultor, alterar essa realidade passa por uma atuação menos tímida das empresas na adoção de processos estruturados de inovação e na implementação da Indústria 4.0. “Quanto mais demorarmos a despertarmos para a Indústria 4.0, maior tende a ficar a distância entre nossas empresas e nossos competidores externos”, alerta.

A ABM WEEK conta com o patrocínio das seguintes empresas (atualizado em 12/09/2019): Açokorte, Aperam, ArcelorMittal, Atomat, Beda, Brasiltec,BRC, Cargo X, CBMM, Clariant, Condat, Danieli, Dassaut Systemès, DDMX, DME Engenharia, DSI Montagens Refratárias , ESW, Fosbel, Gerdau, Harsco, Hatch CISDI, Ibar, Imerys, IMS Messsysteme, Ingersoll Rand, John Cockerill, Kelk/PLM, Kuttner, Lechler, Login Logística, Maina, Metso, Nalco, Nokia, Giovanella, Paul Wurth, Polytec, Primetals, PSI Metals, Pyrotek, Reframax, RHI Magnesita, RIP, Saint-Gobain, SMS Group, Spraying Systems, Stagio Cargas, Suez Water, Suncoke, Tecnosulfur, Ternium, Timken, Tora, Unifrax, Usiminas, Vale, Vamtec, Vesuvius, Villares Metals, VLI Logística, White Martins. O evento também possui o apoio das seguintes instituições: Abendi, AIST, Capes, CNPq, Instituto Aço Brasil, Instituto Brasileiro de Mineração - Ibram, SAE Brasil e Sinobras. 

 

Texto: Juliana Nakamura
 

Deixe seu comentário

Assine a newsletter

e fique por dentro de tudo sobre Metalurgia, Materiais e Mineração.

Publicações