pt

  • pt

  • en

  • es

ABM News

Parceria entre Termomecanica e Instituto Federal de São Paulo apresenta primeiros resultados

28/07/2017
Projeto inaugural realizado em conjunto com ligas especiais de Bronze Alumínio foi apresentado em primeira mão durante o Congresso Brasileiro de Engenharia de Fabricação (COBEF). As pesquisas permitirão aprimorar o processo de fabricação das ligas de alto desempenho e proporcionar aumento da participação nos mercados aeroespacial e naval.


Firmada recentemente entre Termomecanica e Instituto Federal de São Paulo (IFSP), a parceria para incentivar a pesquisa tecnológica e fomentar a utilização do cobre e suas ligas nos processos industriais, já está dando frutos. O primeiro projeto, realizado com ligas especiais de Bronze Alumínio, teve seus primeiros resultados apresentados durante o Congresso Brasileiro de Engenharia de Fabricação (COBEF), que aconteceu em junho, em São Paulo.  Quando concluída, a pesquisa será crucial no sentido de ampliar de forma representativa a participação da TM nos mercados aeroespacial e naval.

Do ponto de vista de negócios, de acordo com Luiz Henrique Caveagna, diretor industrial da Termomecanica, as descobertas que estão sendo realizadas na pesquisa ("Influência das variáveis térmicas de solidificação na microestrutura e dureza da liga Bronze Alumínio) poderão ser em breve incorporadas aos processos industriais das ligas Bronze Alumínio e trarão um importante diferencial competitivo para a companhia. Afinal, os segmentos aeroespacial e naval, tradicionais consumidores deste tipo de liga de alta perfomance, são também os mais criteriosos no que diz respeito às exigências técnicas no mercado nacional e internacional.

"A TM já atende as indústrias desse setor, porém os investimentos que vem sendo realizados em equipamentos, profissionais e em pesquisas, como esta parceria com IFSP que proporcionam o melhor entendimento da ciência da solidificação, são cruciais e ampliam a nossa capacidade de atender mais plenamente essas rígidas especificidades", ressalta.

O principal objetivo do trabalho, desenvolvido por meio da parceria entre TM e IFSP, foi obter correlações entre a microestrutura e dureza em função das variáveis térmicas de solidificação. Estas variáveis são responsáveis pela formação das fases e intermetálicos presentes no Bronze Alumínio, os quais interferem diretamente nas propriedades mecânicas do material.

O COBEF, que está em sua 9ª edição, é a principal vitrine e traz o que há de mais atual em engenharia da fabricação. Além de discutir os principais desafios da área industrial no Brasil, aborda aspectos relacionados à ciência, tecnologia e gestão envolvidas nos processos de fabricação.

"Para a Termomecanica, apresentar uma das suas principais iniciativas de pesquisa e desenvolvimento diretamente para as comunidades técnica e acadêmica e para os mais importantes formadores de opinião desta área, trata-se de uma oportunidade única. Aumenta a visibilidade dos resultados que tivemos com esse trabalho e valoriza o embasamento científico das aplicações que utilizamos em nossas ligas especiais de alta performance", explica Caveagna.

Sobre a Termomecanica
A Termomecanica, uma das maiores indústrias privadas brasileiras, é líder no setor de transformação de metais não ferrosos, cobre e suas ligas em produtos semielaborados e produtos acabados. Recentemente, passou a fabricar também produtos em Alumínio.

Fundada em 1942, com um capital de 200 dólares, pelo engenheiro Salvador Arena, é altamente capitalizada, com um patrimônio líquido avaliado em mais de 800 milhões de dólares. A empresa mantém programas de constante modernização e expansão, que definem sua tradicional estratégia de reinvestimento de lucros.

A Termomecanica e demais empresas que compõe a divisão de semielaborados do grupo contam com cerca de 1.700 empregados, três fábricas no Brasil (duas em São Bernardo do Campo - SP e uma em Manaus - AM), uma no Chile (Santiago) e uma na Argentina (Tortuguitas, na Grande Buenos Aires), além de dois Centros de Distribuição no Brasil, (São Bernardo do Campo - SP e Joinville - SC).

Fonte: Assessoria de Imprensa da Termomecanica

Empresas Mantenedoras

  • Usiminas
  • Usiminas